Operação Cielo mostra presença do Estado e reduz focos de queimadas na Região Metropolitana de Manaus

0
3865

O Governo do Amazonas registrou nesta segunda-feira (15/10) resultados positivos da operação Cielo com a redução para quase zero dos focos de calor e do volume de fumaça produzidos por queimadas nos municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM). A ação teve início quinta-feira (11/10) e envolve mais de 40 servidores da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Defesa Civil, policiais do Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente do Corpo de Bombeiros (Bifma) e o Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar.

O trabalho faz parte da campanha “Diga Não ao Fogo” e foi dividida em duas fases simultâneas com trabalho de campo e de educação ambiental. A operação percorreu os municípios de Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus), Manacapuru (distante 68 quilômetros da capital) e Novo Airão (distante 115 quilômetros), onde os focos de incêndio chegaram a 330 em uma semana e estão sendo monitorados diariamente pelos órgãos de controle ambiental. Em Manacapuru, foram registrados 62 casos e com a ação caiu para 5.

Até este domingo (14/10), a Gerência de Fiscalização Ambiental do Ipaam e o Boletim de Queimadas da Sema não haviam registrado focos de calor em Iranduba e Novo Airão. O resultado positivo da operação aconteceu por conta da presença de fiscais da Sema, Ipaam, Defesa Civil e o policiamento da PM atuando de forma repreensiva e preventiva, com o Programa Educacional Ambiental Vitória Régia em locais de queimadas identificados pelo monitoramento por satélite da secretaria.

Multas ─ Durante a ação de campo, duas propriedades foram embargadas e os donos receberam multas no valor de R$ 6,8 mil cada, no ramal Vitória, comunidade rural Frederico Veiga, no quilômetro 8 da BR-174 (que liga Manaus a Boa Vista/RR). No local, os dois homens fizeram uso do fogo sem autorização do órgão ambiental e destruíram 6,8 hectares de área verde. O fogo foi controlado por militares do Corpo de Bombeiros.

Em Iranduba, os bombeiros também controlaram um incêndio de grandes proporções em uma vegetação de várzea na área de exploração de argila e onde passa a linha do gasoduto, no Distrito de Cacau-Pirera, distante 12 quilômetros da capital. No local, foram utilizados dois caminhões-pipa do Corpo de Bombeiros e mais de cinco mil litros de água. Até esta segunda-feira (15/10) não havia registro de queimadas naquela região.

Prevenção ─ A operação Cielo também conta com o apoio das secretarias municipais de Meio Ambiente da Região Metropolitana com trabalho educacional de prevenção e combate as queimadas nas escolas estaduais e municipais, dentro da campanha “Diga Não ao Fogo” e a formação de brigadistas com apoio do Bifma. Em Manacapuru, de acordo com o Boletim de Queimadas, o número de focos de calor caiu para cinco no início desta semana.

Com previsão para encerrar no fim deste mês, o trabalho ainda vai percorrer os municípios de Presidente Figueiredo (distante 117 quilômetros da capital), Itacoatiara (distante 176 quilômetros) e Urucurituba (distante 208 quilômetros de Manaus).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here