Prefeito de Presidente Figueiredo é acusado por funcionário do município de apropriação indébita e peculato

0
612

O prefeito  de Presidente Figueiredo, Romeiro José Costeira de Mendonça, 59 anos, conforme Boletim de Ocorrência Nº 18W.0117.0145202 do dia 23 deste mês, é acusado pelo funcionário do município Márcio Luiz Teixeira Bastos, 43 anos, residente na rua Nhwa (antiga Pacas), bairro do Galo da Serra, de apropriação indébita, peculato e danos morais.

“O Prefeito Romeiro Mendonça e seu Secretário de Finanças não fazem o repasse descontado em folha à empresa que administra o Cartão de Adiantamento Salarial AVANCARD, ficam com o dinheiro do servidor retido, não sei por qual razão, o que me leva a crer que no mínimo cometeram três crimes”, denunciou o funcionário.

De acordo com o funcionário, desde 2014 ele tem usado o Cartão de Adiantamento Salarial AVANCARD para as compras no comércio local uma vez que, mensalmente, a Prefeitura faz o correspondente desconto em folha de pagamento em favor da administradora do cartão.

Nos últimos meses, entretanto, segundo informações contidas no BO, embora a prefeitura continue a descontar em folha de pagamento as despesas dos funcionários com o cartão de crédito o repasse não tem ocorrido, ensejando, assim, o bloqueio do cartão.

“Sem saber que o meu cartão tinha sido bloqueado passei por constrangimento no caixa de Mercado Empório Saraiva e no Caixa da Drogaria Santo Remédio. Com o cartão bloqueado fui obrigando a devolver as compras”, ressalta o denunciante.

Na delegacia Interativa de Presidente Figueiredo, Márcio Luiz garante que pagou o cartão e que, através dos contracheques, pode provar o desconto em folha de pagamento desde o mês que o seu AVANCARD foi bloqueado.

A reportagem do site procurou o prefeito Romeiro Mendonça para falar sobre o assunto, mas o mesmo não foi localizado.

VEJA O BO > booprefe

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here