Responsabilidade compartilhada de espaços públicos está mudando a paisagem de Manaus

0
559

Praças revitalizadas, parques recuperados e mais qualidade de vida para a população de Manaus com áreas de convívio social revigoradas. Esse tem sido o resultado do Programa de Adoção de Espaços Públicos, implementado pela Prefeitura de Manaus e que está mudando a paisagem e a rotina nos bairros da capital, como na Compensa, com a inauguração do Parque da Juventude Rio Xingu, nos arredores da praça Santos Dumont, no Centro, e no Planalto, com as obras de revitalização da praça das Flores.

Segundo o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, a partir da criação da Secretaria Municipal de Parcerias e Projetos Estratégicos (Semppe), diversas empresas e a própria população passaram a ter um entendimento maior da importância do colaborativismo no serviço público e têm sido importantes parceiros das ações da prefeitura.

 

“Desde que assumi a gestão da cidade de Manaus as parcerias público-privadas foram priorizadas e, sobretudo, após a efetivação da Semppe, essa política vem ganhando força, mostrando resultados muito positivos. Manaus é linda e é a nossa cidade, de todos nós, então é muito bom perceber que empresas e a própria população estão somando forças com o nosso projeto de tornar a capital ainda mais urbanizada”, destaca Virgílio.

 

Exemplo dessa responsabilidade compartilhada tem acontecido na praça das Flores, localizada na rua Croto, Conjunto Flamanal, Planalto, zona Oeste, onde a construtora MRV e MAC Empreendimentos Imobiliários realizam serviços de recuperação do espaço e moradores voluntários da comunidade estão ajudando a pintar e organizar cada detalhe. Ao fim das obras, a praça será adotada pela Associação do Conjunto Flamanal e terá sua manutenção garantida pelos próximos cinco anos.

 

A praça das Flores vai contar com revitalização urbana e paisagística, com a construção de novas calçadas com acessibilidade, bancos, novo paisagismo, lixeiras, nova biblioteca ao ar livre, onde funciona o “Espaço do Conhecimento Sustentável”, playground, iluminação decorativa em LED, pintura das quadras, academia ao ar livre adaptada para cadeirantes, além de asfaltamento, pintura do meio-fio, calçadas e iluminação LED no entorno.

 

A secretária da Semppe, Maria Josepha Chaves, reforça que todo o investimento foi realizado pela iniciativa privada. “Estamos estabelecendo uma nova relação de parcerias com a iniciativa privada e a população de Manaus, seguindo a determinação do prefeito Arthur em buscar formalizar projetos que tornem a cidade mais verde e sustentável, por meio de revitalizações paisagística e urbana, promovendo o bem-estar coletivo e a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Estamos contentes, porque empresas e associações estabelecidas na cidade vêm atendendo ao chamado da prefeitura”, comemora.

 

A revitalização e adoção da praça é fruto de uma ação integrada entre a Semppe e as secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Limpeza Urbana (Semulsp), Infraestrutura (Seminf), de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) e os institutos municipais de Planejamento Urbano (Implurb) e de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans).

 

Para o gestor regional da construtora MRV, Fernando Fortes, a parceria com o município reafirma o propósito da empresa de mudar para melhor a vida das pessoas. “Penso que uma praça revitalizada transforma toda uma comunidade, uma vez que os próprios moradores irão cuidar do espaço. Essa ação reafirma nosso compromisso em melhorar, cada vez mais, as cidades onde estamos sediados”, destaca Fortes, ao salientar que, em 2019, a construtora deverá lançar mais três empreendimentos na zona Oeste de Manaus.

 

A MRV também revitalizou e adotou o canteiro central da avenida Desembargador João Machado, assim como realizou investimentos em melhorias na infraestrutura do Planalto, como recapeamento, recuperação de calçada, canteiro central e paisagismo.

 

Cidadania

O presidente da Associação do Conjunto Flamanal, Gilberto Ribeiro, diz que a revitalização dará uma nova roupagem ao logradouro que, atualmente, já é frequentado pela comunidade. Segundo ele, o “Espaço do Conhecimento Sustentável”, uma área da praça onde há quatro geladeiras com livros doados, é bastante utilizado pelas crianças para leitura, estudos e está ficando totalmente personalizado e mais lúdico.

 

”O mínimo que podíamos fazer seria adotar esse espaço que tanto usamos. Crianças e jovens utilizam como espaço de convivência. E a área usada para a prática de leitura e estudo pelas crianças está ganhando uma nova vida com a ajuda de todos os nossos voluntários. Queremos ver o espaço sempre muito bem frequentando e valorizado pela população”, destaca.

 

A química Brenda Paiva, 24, uma das voluntárias, disse que é muito bom contribuir com a pintura nas geladeiras e objetos de decoração. “Quando vemos as crianças deixando a tecnologia de lado para brincar ao ar livre, faz toda a diferença. E queremos deixar esse espaço mais aconchegante para que mais crianças possam utilizá-lo”, conta.

 

Também voluntário e morador do bairro, o educador físico Walcymar de Moura lembra que a quadra de basquete da praça foi a primeira do Estado a funcionar em área pública, no final da década de 80. “Em 2003, ganhamos duas tabelas originais e trouxemos para substituir as antigas. Nesse espaço, iniciamos o projeto para estimular adultos e crianças a praticarem o esporte. Como resultado, vários jovens que treinavam conosco chegaram a conquistar o 3º lugar do Campeonato Amazonense de Basquetebol. Para todos nós, isso é um marco e a revitalização do espaço trará novas oportunidades aos nossos alunos que brincam todos os dias de segunda a domingo”, destaca o educador, que pretende resgatar o “Programa de Desenvolvimento Desportivo em Basquetebol” na comunidade.

 

Texto: Auriane Carvalho / Semppe

Fotos: Nathalie Brasil / Semcom e Divulgação Semppe

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here