Prefeitura prepara cronograma de atendimento no projeto Saúde nas Galerias para 2018

0
1948

Com um total de 6.204 atendimentos no Projeto Saúde nas Galerias, a Prefeitura de Manaus já prepara um cronograma de ações para o ano de 2018. O projeto foi iniciado no mês de agosto deste ano para atender microempresários, trabalhadores e frequentadores das galerias populares Espírito Santo e Remédios, localizadas no Centro de Manaus.

De acordo com a metodologia do projeto, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que executa as ações por meio do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul), programou a oferta de serviços uma vez por mês em cada uma das galerias, de agosto a dezembro, das 9h às 13h, com atendimento médico com clínico geral, dispensação de medicamentos, vacinação, distribuição de preservativos, aferição de pressão arterial, distribuição de kits de saúde bucal e oferta de testagem rápida para detecção de HIV, sífilis, hepatites B e C.

Do total de 10 ações programadas, nove foram executadas e registraram 692 consultas médicas, com aplicação de 1.220 doses de vacina e realização de 1.657 testes rápidos (HIV, sífilis, hepatites B e C). Também foram realizadas diversas ações de Educação em Saúde com mais de 1.370 atendimentos, abordando temas como Saúde da Mulher, Saúde Bucal, Tabagismo, Nutrição e combate aoAedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, o projeto foi elaborado com o objetivo de levar as ações da Atenção Básica em Saúde, de responsabilidade da Prefeitura de Manaus, para mais próximo da população, divulgando os serviços disponíveis na rede municipal e alertando para a importância da promoção da saúde e da prevenção de doenças.

“O projeto permite divulgar as ações existentes na rede municipal, como é o caso dos Ambulatórios de Tratamento de Fumantes, instalados em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e que atendem pessoas que querem abandonar o uso do cigarro. O importante é orientar a população para que procurem participar das ações dentro das UBSs, onde é possível realizar um atendimento integral, buscando evitar o adoecimento ou o agravamento de doenças por meio da promoção da saúde e da prevenção”, alerta Marcelo Magaldi.

A gerente do Disa Sul, enfermeira Oriana Nascimento, explica que as ações do projeto realizam um primeiro atendimento junto ao público, estimulando a população a procurar a Unidade de Saúde.

“Além disso, quando o profissional de saúde identifica algum problema, o paciente é encaminhado para a continuidade do tratamento, realização de exames e consultas com médicos especialistas”, ressalta Oriana.

A programação das datas do projeto para 2018, informa a diretora, está sendo definida de forma conjunta com a Subsecretaria Municipal do Centro Histórico. “O novo calendário do projeto deverá manter a programação de dois dias de ações ao mês, um na galeria Espírito Santo e outro na galeria dos Remédios”, afirma Oriana Nascimento.

A Semsa também está planejando a realização de ações do projeto no Shopping Jornalista Phelippe Daou, na zona Leste, para o próximo ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here