Manaus Previdência define conselheiros e prefeito estabelece metas para 2018

0
2072

A Manaus Previdência tem metas ousadas para o ano de 2018: atingir R$ 1 bilhão em créditos saudáveis, reduzir para 10% os créditos podres e buscar novos investimentos seguros e rentáveis para fortalecer ainda mais a previdência municipal, considerada hoje a primeira entre capitais e estados e a quarta melhor previdência entre os mais de 5,6 mil municípios e estados brasileiros.

As metas foram discutidas, em reunião, entre o prefeito Arthur Virgílio Neto e o diretor-presidente da Manaus Previdência, Silvino Vieira, na quarta-feira, 24/1, onde foram apresentados os novos integrantes do Conselho Municipal da Previdência e do Conselho Fiscal. Também estiveram presentes a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária (FMS), Elisabeth Valeiko Ribeiro; o secretário municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Lourival Praia; o secretário municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, e demais técnicos da área.

“Os números são muito bons. Saímos de uma situação onde 54% dos nossos créditos eram podres e hoje baixamos isso para algo em torno de 11% – aproximadamente R$ 105 milhões. E, de outro lado, superamos R$ 800 milhões em créditos limpos”, comemorou o prefeito, anunciando que as próximas metas são atingir R$ 1 bilhão em créditos limpos e reduzir para 10% os créditos podres, para que eles possam ir diluindo na medida em que aumentam os bons investimentos.

Arthur também pediu aos novos conselheiros que sejam ousados, dentro do que determina a lei, na busca de novos investimentos para a Previdência.

Dois conselhos integram a estrutura da Manaus Previdência. O conselho fiscal examina a regularidade das contas, ou seja, verifica se todos os recursos estão sendo aplicados corretamente, de acordo com a legislação e com o ordenamento determinado pelos órgãos que regulam a previdência no país.

“Já o conselho municipal tem um papel mais estratégico, porque determina ou sugere rumos para a previdência, novos investimentos, busca de novos recursos, regularidade da situação, porque visa a estruturar permanentemente o órgão”, diz Silvino Vieira.

Todos os conselheiros são servidores efetivos do município de Manaus e, além de grandes profissionais nas suas áreas de atuação, também têm o interesse pessoal e particular, porque estarão ali olhando os seus recursos, se a sua contribuição mensal está sendo bem aplicada.

Entre os novos conselheiros estão dois ex-dirigentes da Manaus Previdência e que tiveram papel fundamental na recuperação do órgão. Edson Fernandes foi o primeiro diretor-presidente da Manaus Previdência na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto e deu início à transformação do órgão, tanto em relação à administração financeira quanto à jurídica e iniciando a recuperação dos investimentos.

Hoje atuando como auditor fiscal do município, ele volta à previdência na condição de conselheiros. “Recebi o convite do prefeito e do atual presidente e aceitei com muita honra. Vou colocar à disposição dos colegas e da prefeitura essa experiência que adquiri ao longo desse tempo a respeito de regime próprio de previdência, tanto a parte prática, de quando estive lá, quanto a parte teórica, de estudos e pós-graduações”, afirmou.

O atual secretário Municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, também é ex-dirigente da previdência municipal e deu continuidade ao trabalho de recuperação do órgão, que hoje além de estabilidade, solidez e confiança, figura entre a melhor previdência pública do país, entre as capitais e estados, e a quarta melhor previdência entre todos os municípios e estados.

“Recebi essa missão de voltar à previdência, agora como conselheiro. Nós tivemos a oportunidade de atuar três anos como diretor-presidente da instituição, que passou por grandes transformações na gestão do prefeito Arthur. A previdência passou por uma situação complexa, com falta de liquidez e dificuldade de pagar o seu servidores aposentados e pensionistas, agora mantém uma situação de equilíbrio financeiro”, disse.

Os novos conselheiros devem ter suas nomeações publicadas no Diário Oficial até a próxima segunda-feira, 29/1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here