Grupo de investidores chineses apresenta interesse em investir nos projetos ambientais da Prefeitura de Manaus

0
3820

O prefeito Arthur Virgílio Neto recebeu na tarde desta quinta-feira, 22/3, Dia Mundial da Água, a visita do presidente da União Internacional de Conservação da Natureza (UICN), Zhang Xinsheng, no Centro Cultural Palácio Rio Branco,  centro da capital. A instituição trabalha com o apoio a políticas de gestão ambiental em diversos países e veio conhecer o trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Manaus na área  ambiental.

“Acompanhado da minha esposa Elisabeth Valeiko Ribeiro, tive muita honra de receber o senhor Zhang Xinsheng. Trocamos presentes, sobretudo, trocamos nossas direções para avaliarmos maneiras de cooperação que possam tornar Manaus ainda mais sustentável. Ele conheceu alguns dos nossos projetos e expliquei, com clareza, que existem coisas que nós fazemos sozinhos e outras que nós não podemos fazer sozinhos. Precisamos de parceria e se ela é internacional é bem-vinda. Tão bem-vinda quanto à participação nacional, que tanta falta nos faz”, disse o prefeito.

A secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), em exercício, Aldenira Queiroz, fez uma apresentação à comitiva formada por integrantes da organização internacional e representantes do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam) e da Wildlife Conservation Society (WCS). Foram destacados os aspectos da  gestão ambiental que faz de Manaus referência para as demais capitais da Região Norte, pela forma sincronizada e integrada das suas ações.

“Desde o seu primeiro governo, o prefeito Arthur Virgílio Neto tomou para si desafios importantes no âmbito da política ambiental municipal. Foi ele o gestor público responsável, no início dos anos 90, pela retirada das mãos de grileiros da área de floresta nativa onde hoje se encontra o Parque Municipal do Mindu, fragmento florestal situado no coração da cidade de Manaus, que tem um papel fundamental para a manutenção do microclima local e o desenvolvimento de estratégias de conservação e preservação ambiental que são exemplos para o Brasil e o mundo”, afirmou Aldenira.

Graças ao Mindu, que é a segunda maior unidade de conservação municipal na categoria parque, existente em área urbana no Brasil, foi possível se pensar em executar políticas de preservação de espécimes da avifauna e flora nativas, como o primeiro corredor ecológico urbano do País. O Corredor Ecológico Urbano do Sauim-de-Coleira percorrerá um trecho de, aproximadamente, sete dos 22 quilômetros de extensão do Igarapé do Mindu, que possui as margens de mata ciliar preservadas, conectando fragmentos florestais importantes.

Para os representes da UICN, Manaus é uma metrópole estratégica, situada no coração da Floresta Amazônica e que tem conseguido promover o desenvolvimento sustentável do seu povo. “Nessa primeira visita, vimos uma cidade limpa e com o verde dividindo espaço de maneira bem integrada com a urbanização. Essa é uma visita que muito nos honra,  o prefeito se mostra uma figura forte e comprometida com as causas ambientais. E é esse o tipo de parceria que procuramos”, ressaltou Zhang Xinsheng.

Corredor Ecológico

Já em fase de estudo e plano de implantação, o Corredor Ecológico Urbano do Sauim-de-Coleira integra fragmentos verdes como a Reserva do Patrimônio Particular Natural da Honda e às áreas verdes de 10 conjuntos habitacionais – Castelo Branco, Jardim Oriente, Barrabella, Jardim Sakura, Colina do Aleixo, Vilar Câmara, Tiradentes, Petros, Parque Rouxinol e Bosque Imperial, formando um cinturão de proteção da biodiversidade amazônica em plena área urbana.

Nessas áreas  vivem dezenas de grupos de sauins-de-coleira, primata criticamente ameaçado de extinção, e estão presentes espécimes da flora amazônica, a exemplo da sumaúma, do mogno, do jatobá, da seringueira, da castanheira, do buriti, entre outras. Manaus será, em breve, a primeira capital do país a efetivar a criação de uma área protegida, exclusivamente, destinada à conservação de um espécime da fauna nativa, o sauim-de-coleira.

Outros Parques

Parque Municipal Nascentes do Mindu, decretado como unidade de conservação na categoria parque de proteção integral por abrigar as três nascentes do igarapé do Mindu.

Parque Municipal Ponte dos Bilhares, criado a partir de uma estratégia de apropriação de uma área de preservação permanente próximo à foz do Igarapé do  Mindu, que desagua na bacia do São Raimundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here